Clínica Mult Imagem - Diagnóstico por imagem
Santos: 13 3202-1250   13 98152-0187/98151-1513/99659-5217   Cubatão: 13 3361-7149   Bertioga: 13 3316-4448   Praia Grande: 13 3346-6400   Guarulhos: 11 2414-2136

Dicas de Saúde

Hábitos saudáveis ajudam a prevenir a hipertensão

Publicado em 28/04/2019


No Dia Nacional de Combate à Hipertensão, 26 de abril, o Ministério da Saúde chama a atenção da população para a importância de hábitos saudáveis como forma de prevenção e controle da pressão alta, como a doença é popularmente conhecida. O consumo excessivo de sal, o tabagismo e, somado a isso, o consumo de álcool e o sedentarismo são fatores de risco associados à hipertensão, que atinge um a cada quatro brasileiros adultos.

Por dia, 829 pessoas morrem por complicações da hipertensão. São mais de 300 mil óbitos por ano, de acordo com os dados preliminares do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde. A alimentação inadequada, com o consumo excessivo de sódio (o principal componente do sal), aumenta o risco de hipertensão.

Foi o que aconteceu com a professora Zimar Queiroz, de 41 anos. “Comecei a fazer exames e descobri que eu tinha colesterol alto e que isso estava causando a pressão alta. Mas eu sabia que foi devido à alimentação errada e ao cigarro”, conta Zimar, que descobriu a doença quando estava grávida.

“Na gestação, eu comecei a sentir falta de ar, mal-estar, dor na nuca, dor da cabeça e geralmente minha pressão subia”, relembra a professora, que seguiu as orientações dadas no pré-natal e adotou hábitos saudáveis. Além dos sintomas que a Zimar sentiu, dores no peito, tonturas, zumbido no ouvido, fraqueza, visão embaçada e sangramento no nariz também são sinais da pressão alta.

Diagnóstico

Mas o que fazer quando a pessoa apresenta esses sintomas? Procurar uma Unidade Básica de Saúde. Segundo o coordenador-substituto de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Eduardo Nilson, o Sistema Único de Saúde (SUS) possui equipes de saúde da família preparadas para atender os pacientes, de acordo com gravidade da doença, por meio de consultas individuais com médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde.

“Além da medicação como tratamento, a pessoa receberá orientação sobre a questão nutricional, como relação ao uso do sal para uma dieta saudável, sobre as fontes de sódio e também outras práticas saudáveis que interferem para tratar a hipertensão”, explica Nilson.

Tratamento

O SUS oferece gratuitamente medicamentos nas Unidades Básicas de Saúde e nas mais de 31 mil unidades farmacêuticas credenciadas ao programa Farmácia Popular. Para retirar os remédios, basta apresentar um documento de identidade com foto, CPF e receita médica dentro do prazo de validade, que são 120 dias. A receita pode ser emitida tanto por um profissional do SUS quanto por um médico que atende em hospitais ou clínicas privadas.

A prática de exercícios físicos também é recomendável e os municípios disponibilizam diferentes atividades para a população, como práticas corporais e tai chi chuan, entre outras atividades ofertadas nos Polos de Academia da Saúde.

Guia Alimentar para a População Brasileira

Para ajudar na prática de uma alimentação saudável, o Guia Alimentar para a População Brasileira tem recomendações para promover a saúde e evitar enfermidades. Recomenda como base da alimentação o consumo de alimentos in natura ou minimamente processados, em grande variedade e predominantemente de origem vegetal; além do uso, em pequenas quantidades, de óleos, gorduras, sal e açúcar ano temperar e cozinhas os alimentos.

O Guia Alimentar para a População Brasileira é uma fonte confiável de informações para auxiliar as pessoas para escolhas mais saudáveis. Confira - Guia Alimentar: Comida de verdade para uma vida mais saudável

Quatro recomendações e uma regra de ouro para alimentação saudável

Regra 1 - Fazer de alimentos in natura e minimamente processados a base da alimentação

Alimentos que não sofreram nenhum processo industrial. Exemplo: frutas e verduras, castanhas, leite, ovos e carnes.

Regra 2 - Utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades

É importante que, apesar de uma vida muito agitada, corrida, tenha-se tempo para preparar alimentos saudáveis. Quando temos tempo para preparar um alimento, temos maior facilidade de acessar alimentos mais saudáveis. E ao cozinhar, podemos utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em quantidades menores.

Regra 3 - Limite o uso de alimentos processados consumindo-os em pequenas quantidades

Alimentos processadas são aqueles que foram adicionados de sal, gordura ou açúcar. Exemplo: legumes em conserva, frutas em compotas; pães; e queijos. Esses alimentos acabam tendo um aporte energético maior por terem mais gordura ou açúcar e precisam ter um consumo limitado ou combinado com alimentos in natura.

Regra 4 - Evite alimentos ultraprocessados

Os alimentos ultraprocessados já são reconhecidos como um dos causadores da obesidade no país. Portanto, devem ser evitados, por exemplo: biscoitos recheados, salgadinhos de pacote, refrigerante, e macarrão instantâneo.

Regra de Ouro - Prefira sempre alimentos in natura ou minimamente processados e preparações culinárias a alimentos ultraprocessados

Por mais que a rotina de jovens de 18 a 24 anos seja agitada, conciliando estudo e trabalho, é importante dedicar tempo a alimentação. Ou seja, parar para almoçar, tentar comer em companhia de outras pessoas (porque é mais provável que se consiga comer a mesa, com escolhas melhores). E dar preferência aos locais que servem refeições feitas na hora, como os que servem comida a quilo. Esses restaurantes, normalmente, oferecem pratos que são feitos com alimentos in natura e minimamente processados, onde se encontre arroz, feijão, carne, batata, ovo, mandioca, etc.

Luíza Tiné, para Blog da Saúde 

Fonte: Blog da Saúde | Ministério da Saúde


Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no LinkedIn
   

« Voltar

© Copyright Clínica Mult Imagem 2015. Todos os direitos reservados. | Termos de Uso e Política de Privacidade.

Responsável Técnico: Dr. José Carlos Clemente – CRM nº 32.851
Acompanhe-nos: